Saiba mais sobre a luz intensa pulsada e seus benefícios

Saiba mais sobre a luz intensa pulsada e seus benefícios

O envelhecimento cronológico é um processo natural, cujo ritmo é ditado pela genética de cada indivíduo. Já o fotoenvelhecimento é influenciado pela exposição à radiação ultravioleta. O resultado de ambos é notado pelas marcas da passagem do tempo, especialmente na pele de áreas como o rosto.

A luz intensa pulsada vem ganhando espaço no tratamento do fotoenvelhecimento. Apesar de não ser um laser, esta técnica consiste na aplicação de feixes de luz policromática, distribuídos em várias direções. Através dos diferentes comprimentos de onda, causa calor nas regiões onde é aplicado.

Como funciona a luz intensa pulsada?

A luz intensa pulsada atinge diferentes alvos. Ao atingir a melanina, se torna importante no tratamento de sardas e manchas. Por agir sobre a hemossiderina, um pigmento sanguíneo, trata vasos da face, do colo, estrias avermelhadas e cicatrizes vermelhas de acne. Por afetar o colágeno, é um ótimo tratamento para rugas e flacidez discreta.

Quando é indicado o tratamento com luz intensa pulsada?

A luz intensa pulsada melhora a aparência de rugas finas e da qualidade da pele.

É bastante eficaz nas melanoses solares do rosto, colo e dorso das mãos e sardas. Tem bons resultados na rosácea, cicatrizes avermelhadas de acne, estrias rosadas e microvasos da face e do colo.

Existem contraindicações?

Sim. Este tratamento não é indicado para gestantes, pacientes com fototipos altos e para aqueles que não desejam interromper a exposição solar. Após o tratamento com luz intensa pulsada, é recomendado que o paciente evite tal exposição num intervalo de até oito semanas.

Pacientes com herpes na região a ser tratada devem receber medicamentos antivirais antes de realizar o procedimento. Pessoas que utilizem retinóides sistêmicos ou medicamentos fotossensibilizantes devem comunicar isto ao dermatologista.

Como é a aplicação da luz intensa pulsada?

Inicialmente é aplicado um gel gelado na área a ser tratada o que refrigera a pele e diminui o desconforto. É um procedimento muito bem tolerado e traz um mínimo de incômodo. São necessárias, em média 2 a 3 sessões com intervalo de mais ou menos 30 dias entre as sessões.

Após a sessão, é normal que a pele fique avermelhada o que pode durar mais ou menos uns três dias. Também podem ocorrer crostas nas lesões tratadas e estas não devem ser removidas.

Quais são os benefícios desta técnica?

A luz intensa pulsada é um tratamento estético com bom custo x benefício. Devido à versatilidade do aparelho, diversos problemas dermatológicos podem ser tratados com essa tecnologia.

E ainda, de acordo com a indicação médica, esta técnica pode ser associada a outras, como lasers e peelings químicos. Converse com seu dermatologista e saiba mais sobre a aplicação da luz intensa pulsada.